Um olhar para as práticas sustentáveis em uma construtora de Fortaleza/CE à luz do modelo de criação de valor sustentável de Hart e Milstein

Andriele Pinto Amorim, Milena Cirino Capelo, Naiderson Ferreira de Lucena, Maria Aparecida Tavares das Chagas

Resumo


A integração da sustentabilidade na estratégia organizacional é um desafio para as empresas no que se refere à necessidade de racionalização de investimentos. Nesse sentido, análises multidimensionais como o Modelo de Hart e Milstein justificam-se dada a possibilidade de uma visão sistêmica das práticas sustentáveis. Este estudo objetiva a análise das práticas sustentáveis de uma construtora de Fortaleza/CE por meio do modelo de criação de valor sustentável proposto pelos teóricos mencionados. Utilizou-se pesquisa qualitativa por meio de estudo de caso único, os dados foram analisados por meio da análise de conteúdo. Conclui-se que a empresa investigada tem conseguido manter investimentos equilibrados em práticas sustentáveis e que esta caminha para a sustentabilidade de seu negócio.

 

The integration of sustainability in the organizational strategy is a challenge for companies due to the need to rationalize investments. In this sense, multidimensional analyzes such as the Hart and Milstein Model are justified given the possibility of a systemic view of sustainable practices. Thus, this study aims to analyze the sustainable practices of a Fortaleza / CE construction company through the sustainable value creation model proposed by the mentioned theorists. We used qualitative research through a single case study, the data were analyzed through content analysis. It is concluded that the investigated company has been able to maintain balanced investments in sustainable practices and that this one walks towards the sustainability of its business.


Palavras-chave


Sustentabilidade; Criação de valor sustentável; Construção civil

Texto completo:

PDF

Referências


AMORIM, A. P; CAPELO, M. C. Responsabilidade social interna: estudo da gestão de pessoas de uma construtora de Fortaleza. Revista Gestão em Análise, [S.l.], v. 5, n. 2, p. 64-81, maio 2017. ISSN 2359-618X. Disponível em: . Acesso em: 01 abr. 2018. doi:http://dx.doi.org/10.12662/2359-618xregea.v5i2.p64-81.2016.

ARAÚJO, H. N; MUTTI, C. N. Análise da competitividade da Indústria da Construção Civil a partir da Teoria da Firma no Setor. In: Anais XXV Encontro Nac. de Eng. de Produção – Porto Alegre, RS, Brasil, 29 out a 01 de nov de 2005. Disponível em: Acesso em: 26.set.2016.

BAPTISTA JUNIOR, J. V ; ROMANEL, C. Sustentabilidade na indústria da construção: uma logística para reciclagem dos resíduos de pequenas obras. urbe, Rev. Bras. Gest. Urbana [online]. 2013, vol.5, n.2, pp.27-37. ISSN 2175-3369. http://dx.doi.org/10.7213/urbe.05.002.SE02.

BARBIERI, J. C; DE VASCONCELOS, I. F. G; ANDREASSI, T; DE VASCONCELOS, F. C. Inovação e sustentabilidade: novos modelos e proposições. RAE-Revista de Administração de Empresas, v. 50, n.2, 2010.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

BOCASANTA, Stephane Louise; PFITSCHER, Elisete Dahmer; BORGERT, Altair. Benefícios e custos ambientais gerados com edificações sustentáveis: uma ferramenta para análise de viabilidade financeira ambiental - DOI: http://dx.doi.org/10.16930/2237-7662/rccc.v15n46p35-46. REVISTA CATARINENSE DA CIÊNCIA CONTÁBIL, [S.l.], v. 15, n. 46, p. p. 35-46, nov. 2016. ISSN 2237-7662. Disponível em: . Acesso em: 01 abr. 2018.

CLARO, P. B. de O.; CLARO, D. P.; AMÂNCIO, R. Entendendo o conceito de sustentabilidade nas organizações. Revista de Administração da Universidade de São Paulo, São Paulo, v. 43, n. 4, p. 289- 300, out./nov./dez. 2008.

COOPER, D. S; SCHINDLER, P. S. Método de pesquisa em Administração. 10. Ed. Porto Alegre: Bookman, 2011.

CORRÊA, L.R. Sustentabilidade na construção civil. Monografia: (Especialização em Construção Civil) Escola de Engenharia, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2009.

DEGANI, C. M. Sistemas de gestão ambiental em empresas construtoras de edifícios / CMDegani. -- São Paulo, 2003. 223p. Dissertação (Mestrado) - Escola Politécnica da Universidade de São Paulo. Departamento de Engenharia de Construção Civil.

ELOY MAUREL, E. Study on Environmental Management Systems in Construction Companies. Graduation Thesis, University of Ljubljana; UPC, Barcelona, 2013.

FARIAS, A. S. D. de; MEDEIROS, H. R. D; CÂNDIDO, G. A. Contribuições de eco-inovações para a gestão ambiental de atividades produtivas em um empreendimento da construção civil. Revista de Administração da UFSM, v.9, n.1, 2015. https://doi.org/10.5902/1983465911319

GRUNBERG, Paula Regina Mendes; MEDEIROS, Marcelo Henrique Farias de; TAVARES, Sergio Fernando. Certificação ambiental de habitações: comparação entre LEED for Homes, Processo Aqua e Selo Casa Azul. Ambient. soc., São Paulo , v. 17, n. 2, p. 195-214, June 2014 . http://dx.doi.org/10.1590/S1414-753X2014000200013

HART, S.; MILSTEIN, M. Criando valor sustentável. Rae Executivo, v.3, n.2, p. 65-79, 2004. Disponível em: em http://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/gvexecutivo/article/view/34820/33619.> Acesso em: 29.08.2016.

JABBOUR, A. B. S; JABBOUR, C. J.C. Gestão ambiental nas organizações: fundamentos e tendências. São Paulo: GEN/ATLAS, 2016.

KARPINSKI, L. A; PANDOLFO, A.; REINEHER, R; GUIMARÃES, J.C.B; PANDOLFO, L.M; KUREK, J. Os resíduos da indústria da construção civil e Quantificação da geração de resíduos de construção e demolição. IN: Gestão diferenciada de resíduos da construção civil. Porto Alegre: edipucrs, 2009, Cap. 1, p.15-69 ; e Cap 4, p.104-112.

KURAPATSKIE, B; DARNALL, N. Which Corporate Sustainability Activities are Associated with Greater Financial Payoffs? Business Strategy and the Environment. Bus. Strat. Env. 22, 49–61 (2013).

LABUSCHAGNE, C; BRENT, A. C.; ERCK, R. P.G.v. Assessing the sustainability performances of industries. Journal of Cleaner Production, v. 13, n. 4, 2005, pp. 373–385.

MELETI, M. V; FADEL, M; SMITH. Perspectiva sistêmica da sustentabilidade nas organizações sob a ótica da cultura organizacional e sua repercussão no desenvolvimento regional. Revista Gestao e conhecimento. Edição especial: nov. 2012. Disponível em: Acesso em: 03. de maio de 2017.

PASCHOALIN FILHO, J. A et al. Gerenciamento de resíduos de construção civil (RCC) em edifícios residenciais de alto padrão no município de São Paulo/SP. Revista de Gestão Social e Ambiental, v. 11. N. 1, 2017.

PRAHALAD, C. K. A riqueza na base da pirâmide. Porto Alegre: Bookman, 2005.

QUEIROGA, A; MARTINS, M. Indicadores para a construção Sustentável: Um estudo em um Condomínio Vertical em Cabedelo – PB. Revista de Administração da UFSM, 2015. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/reaufsm/article/view/16497 Acesso em: 01abr2018.

REZENDE, L. A. L; RIBEIRO, M. M. A gestão de resíduos de construção e demolição sob a perspectiva do plano nacional de resíduos sólidos. 2013. Disponível em: . Acesso em: 08 out. 2013.

ROMERO, K. C. C. ; LAMADRID, R. L. "Rethinking corporate social responsibility within the sustainability agenda: Issues and challenges for Asian-based companies", Journal of Global Responsibility, V. 5, n. 2, pp.180-202, https://doi.org/10.1108/JGR-06-2014-0023.

SANTOS, A. C. J.; SILVA, G . Organizações Inovadoras Sustentáveis: Competindo em Prol de Maior Competitividade. IN: Anais do Encontro Internacional sobre Gestão Empresarial e Meio Ambiental. São Paulo: USP, 2016. Disponível em : Acesso em: 12fev2018.

SAVAGE, G. T; NIX, T. W.; WHITEHEAD, C. J; BLAIR, J. D. Strategies for assessing and managing organizational stakeholders. Academy of Management Executive, v. 5, n. 2, 1991.

SEVERO, Elisabeth M. F.; SOUSA, Hipólito J. C.. Avaliando a Sustentabilidade das Edificações através de Ferramentas Qualitativas e Quantitativas. RISTI, Porto , n. 19, p. 01-14, set. 2016 . Disponível em . Acesso em 01 abr. 2018. http://dx.doi.org/10.17013/risti.19.1-14.

SOUZA, Fabiana Frigo et al. Gestão de resíduos sólidos na construção civil: uma análise do relatório GRI de empresas listadas na BM&FBOVESPA. Navus - Revista de Gestão e Tecnologia, [S.l.], v. 5, n. 4, p. 78-95, oct. 2015. ISSN 2237-4558. Disponível em: . Acesso em: 01 apr. 2018. doi:https://doi.org/10.22279/navus.2015.v5n4.p78-95.251.

TURANO, M.; CHERMAN, A.; FRANCA, S. Sustentabilidade em uma grande corporação: uma análise da discrepância entre discurso e prática. Rev. Adm. UFSM, Santa Maria, v. 7, p. 111-128, Nov. 2014.

VELLANI, C. L; RIBEIRO, M. S. Sistema contábil para gestão da ecoeficiência empresarial .Revista Contabilidade & Finanças, São Paulo, v. 20, n. 49, p. 25-43 , apr. 2009. ISSN 1808-057X. Disponível em: . Acesso em: 01 apr. 2018. doi:http://dx.doi.org/10.1590/S1519-70772009000100003.

VERGARA, S. C. Projetos e relatórios de pesquisa em Administração. 14ºed. São Paulo: Bookman, 2010.

YIN, R. K. Estudo de caso: planejamento e métodos. 4. Ed. Porto Alegre: Bookman, 2010.




DOI: https://doi.org/10.28950/1981-223x_revistafocoadm/2018.v11i3.592

##plugins.generic.alm.title##

##plugins.generic.alm.loading##

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Revista Foco

e-ISSN: 1981-223x 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.